Close
Os 6 melhores parques e áreas verdes de Lisboa

Os 6 melhores parques e áreas verdes de Lisboa

Musement traz uma lista com seis parques e áreas verdes de Lisboa para você fugir um pouco da correria do dia-a-dia.

Sabia que 93% dos cidadãos de Lisboa vivem a menos de 300 metros do transporte público, e que 76% vivem a menos de 300 metros de uma área verde? Essas são algumas razões pelas quais Lisboa ganhou o prêmio European Green Capital Award 2020. A iniciativa da European Commission premia cidades com boas práticas ambientais e as transforma em exemplos para que outras também se inspirem. Outra evidência a favor de Lisboa é que a cidade traçou seu próprio caminho em direção à sustentabilidade em um período de crise econômica, demonstrando que a causa tem ligação com o crescimento financeiro e bem-estar dos cidadãos.
Em homenagem ao prêmio que Lisboa conquistou, o Musement criou uma lista com seis parques e áreas verdes onde você pode passear, relaxar e se divertir.

1. Parque Eduardo VII

O parque foi criado em homenagem ao monarca britânico que fez uma visita oficial a Lisboa em 1903. Localizado ao norte da Avenida da Liberdade e da Praça de Marques do Pombal, é o maior parque do centro da cidade. Consiste em um declive íngreme com cerca de 250.000 metros quadrados, adornado com mosaicos de plantas. Possui um jardim botânico, lago, playground e monumento que celebra o 25 de abril, ou a Revolução dos Cravos, entre outros.

2. Jardim da Estrela

O Jardim da Estrela está localizado em frente à sua basílica homônima e é um dos parques de Lisboa mais amados pelos moradores locais. Projetado no século 19, o parque encanta devido à atmosfera romântica e toque burguês inspirado nos ingleses que frequentavam o local – em sua maioria, mulheres de chapéus-de-sol e homens elegantes de chapéu. O parque também conta com uma ampla variedade de espécies de plantas, muitas das quais exóticas, um lago com patos e até uma pequena biblioteca.

3. Parque Florestal de Monsanto

O Parque Florestal de Monsanto possui uma área exata de 2.500 acres (algo em torno de 1.011 hectares) e é a maior área verde de Lisboa. Rico em vegetação e com vistas maravilhosas da cidade e do Rio Tejo, fica aberto 24 horas e pode ser interessante para qualquer ocasião. Você pode ir lá para dar uma corrida, andar de bicicleta, fazer um piquenique, inspirar-se para alguma atividade que envolva criatividade ou simplesmente respirar um pouco de ar puro.

View this post on Instagram

#goodvibes #parqueflorestaldemonsanto #lisboa

A post shared by Nick Beets (@nickoes_beats) on

4. Jardim Botânico de Lisboa

O Jardim Botânico de Lisboa foi inaugurado em 1878. Com área aproximada de 40.500 metros quadrados, possui flora de todas as partes do mundo. O parque faz parte do Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa e sua imensa coletânea de vegetação subtropical é impressionante. Além disso, é o lugar perfeito para fugir um pouco da correria urbana.

View this post on Instagram

🌵

A post shared by Bárbara Lourenço (@barbaralourenco_) on

5. Jardim Gulbenkian

Parte de um grande complexo cultural que inclui o Museu Calouste Gulbenkian, a Fundação Calouste Gulbenkian e o Centro de Arte Moderna, o parque possui nada menos que 76.890 metros quadrados onde o que predomina é a cultura. Prova disso é o acervo de esculturas, os artistas internacionais espalhados pelo parque e os diferentes eventos de teatro, música e dança realizados aqui.

6. Jardim da Quinta das Conchas e dos Lilases

Com mais de 230.000 metros quadrados, o parque é perfeito para relaxar, seja caminhando, lendo um livro ou tomando um café. Também é perfeito para a criançada, porque há uma área com playground que inclui até uma minibiblioteca.

View this post on Instagram

🇬🇧 see below ⬇️ 🇵🇹 O Parque da Quinta das Conchas é outra lufada de ar fresco no meio da cidade, sendo a terceira maior mancha verde de Lisboa! Localizado no Lumiar, resulta da requalificação de duas quintas que remontam ao século XVI (a das Conchas e a dos Lilases). Aqui estou no lado da Quinta das Conchas, que para além de ter numerosas e frondosas árvores classificadas como arvoredo de interesse público e jardins relvados, tem ainda um lago com pontão e patos, pequenos rios artificiais, restaurante, parque infantil, parque de merendas, uma bonita mata e um circuito interno para desportos como corrida e/ou ciclismo. A norte do jardim, a Quinta dos Lilases complementa o espaço, mas essa mostro-vos noutro post!! . . 🇬🇧 The Quinta das Conchas Park is another breath of fresh air in the middle of the city, being the third largest green spot in Lisbon! Located in the Lumiar, it results from the requalification of two estates dating back to the sixteenth century (the Conchas and the Lilacs). Here I am on the side of the Quinta das Conchas, which besides having numerous and leafy trees classified as a grove of public interest and lawned gardens, there is also a lake with pontoon and ducks, small artificial rivers, restaurants, playgrounds, a beautiful forest and an internal circuit for sports like running and / or cycling. To the north of the garden, the Quinta dos Lilases complements the space, but this one I’ll show you in another post !! . . #quintadasconchas #lumiar #forest #ig_portugal_photo #olhoportugues #sharingportugal #lisboa #lisboalovers #olhoportugues #raw_portugal #igerslisboa #toplisbonphoto #descubralisboa #lisboapt #amar_lisboa #toplisbonphoto #visitlisboa #lisbonworld #discoverlisbon #super_lisboa #weshareportugal #dog #beagleworld #dogoftheday #doglover #bestdogever #dogsofinstagram #puppy

A post shared by Simão (@simao_the_beagle) on

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close