Close
10 dos melhores sítios da UNESCO na Itália

10 dos melhores sítios da UNESCO na Itália

A Itália possui 55 Patrimônios Mundiais da UNESCO, e Musement traz uma lista com 10 sugestões para você visitar.

Não há apelido melhor para a Itália do que il bel paese (o belo país). Há muitos lugares de tirar o fôlego espalhados pelo país, desde os vilarejos (tanto os famosos quanto os mais escondidos) nas encostas, até sítios arqueológicos que contam fatos de períodos específicos da história… a lista parece não ter fim. Atualmente, a Itália é o país com mais sítios da UNESCO (empatado em primeiro lugar com a China). No momento, há 55 deles, e outros 41 foram nomeados para serem incluídos na lista.

Enquanto esperamos para ver quantos serão adicionados em 2020, confira 10 sítios da UNESCO na Itália que recomendamos que você visite nesse meio tempo.

1. O Palácio Real de Venaria

Este luxuoso palácio no exterior de Turim, antiga residência da Casa Real de Sabóia, é palco de exposições e vernissages (eventos culturais com a presença de artistas) ao longo do ano. Os corredores brancos amplos e iluminados são de tirar o fôlego com o sol da primavera.

2. A Última Ceia de Leonardo da Vinci

O gênio renascentista deixou sua marca em toda a Itália, mas uma de suas obras mais importantes é, sem dúvida, A Última Ceia, que pode ser vista no convento anexo à igreja de Santa Maria delle Grazie, em Milão.

3. As Artes Rupestres do Vale Camonica

Se alguma das suas resoluções de ano novo envolve “fazer mais exercícios”, temos uma ideia interessante: combinar atividade física com a exploração de patrimônios italianos incríveis. As artes rupestres do Vale Camonica têm mais de 12.000 anos e podem ser encontradas em todo o vale, com mais de 180 localizações espalhadas por 24 municípios.

4. A aldeia de Crespi d’Adda

Este Patrimônio Mundial da UNESCO está localizado na Capriate San Gervasio, província de Bergamo, e é verdadeiramente único. Trata-se de uma cidade operária de verdade, ou seja, um domínio feudal com um castelo que tem vista para os lares dos trabalhadores. Hoje, a aldeia é habitada pelos descendentes dos funcionários da antiga fábrica têxtil.

5. Os Palazzi dei Rolli

Em Gênova, os maravilhosos Palazzi dei Rolli são palácios no centro histórico encomendados pela nobreza genovesa em 1576. De acordo com um decreto da cidade, os moradores eram obrigados a acolher figuras importantes de passagem pela cidade. Atualmente, alguns palácios são residências particulares, enquanto outros podem ser visitados em tours guiados.

6. Ilha Tino, Golfo de La Spezia

Os primeiros fins de semana da primavera sempre trazem bons ventos e aquele desejo de zarpar mar adentro. O Golfo de La Spezia, na Ligúria, abriga um sítio escondido e menos conhecido da UNESCO: a ilha de Tino. Um dos lugares mais intocados da costa liguriana, a ilha possui uma área arqueológica onde é possível encontrar vestígios romanos e ruínas de um mosteiro medieval. A ilha também é uma base militar, motivo pelo qual só pode ser visitada em determinadas épocas do ano.

7. O centro histórico de Urbino

Situado em meio às colinas da região de Marcas, entre o vale do Metauro e o vale do Foglia, o centro histórico de Urbino é Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1998. Rodeado por longas paredes de terracota e edifícios de arenito, Urbino serviu de inspiração para artistas durante a Renascença. Ao andar pelas ruas do centro da cidade, é possível sentir a autêntica atmosfera do século XV. É como fazer uma viagem no tempo.

8. Trullo, Alberobello

Os telhados de pedra cônica dos trulli (antigas construções de pedra), em Puglia, são famosos em todo o mundo. A origem deles ainda gera muito debate, mas uma coisa é certa: todos os anos, milhões de visitantes de diversos países frequentam a região para visitá-los. Quando você tiver a chance de vê-los com seus próprios olhos, vai entender o porquê.

9. Sassi de Matera

Eleita a Capital Europeia da Cultura em 2019, a cidade de Matera, localizada na Basilicata, é uma verdadeira joia. Os Sassi (bairros urbanos esculpidos em pedra) e as igrejas rochosas são patrimônios de valor imensurável, oferecendo também vistas espetaculares, especialmente no pôr do sol.

10. Ilhas Eólias

Sete ilhas maravilhosas (Alicudi, Filicudi, Lipari, Panarea, Salina, Stromboli e Vulcano) entre as quais é impossível escolher uma favorita: vulcões, relevos oceânicos, praias incríveis e águas azuis cristalinas. Cada uma parece ser tão ou mais do que a outra, e cada uma tem uma particularidade. Sua melhor aposta é visitar todas, talvez de barco, para também consiga estar pelas redondezas à noite e desfrutar do espetáculo das erupções vulcânicas em Stromboli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close