Close
11 das melhores praias e lagoas do Caribe mexicano

11 das melhores praias e lagoas do Caribe mexicano

Num dos lugares mais extraordinários do planeta, não há apenas praias paradisíacas, mas também lagoas, algumas delas quase secretas.

1. Playa Paraíso, Tulum

Não confunda: há duas Playas Paraíso, uma mais perto de Playa del Carmen, mas é da Playa Paraíso de Tulum que vamos falar. Quintessência da paisagem caribenha, esta praia é sobretudo conhecida pela vegetação tropical e pelo mar azul-turquesa, pouco profundo. O seu ex-líbris é uma palmeira inclinada, onde todos tomam fotos para o Instagram. Há duas opções para chegar lá: depois de uma visita às ruínas mayas de Tulum, caminhe pela estrada no meio da selva paralela ao mar, por cerca de 15-20 minutos, entre no areal e siga até encontrar a tal palmeira de tronco tombado sobre o areal. Ou então, se tiver carro, vá até à zona hoteleira de Tulum, onde há entrada para esta praia, com estacionamento. Sempre no topo das melhores praias do México, a Playa Paraíso é servida por um beach club que serve cocktails.

2. Playa Norte, Isla Mujeres

Saia de ferry desde Puerto Juarez, em Cancún, e assim que chegar a Isla Mujeres, vire à esquerda e caminhe cerca de 10 minutos junto ao mar, até encontrar uma paisagem deslumbrante: é a Playa Norte desta ilha caribenha. É o mesmo cenário encontrado pelo navegador espanhol Francisco Hérnandez de Córdoba em 1517, quando a descobriu, seguramente de queixo caído. É quase um quilómetro de areal branco e um azul-turquesa tão intenso que parece uma piscina gigante. As suas águas são tão superficiais, que é possível caminhar uns bons 200 metros com água pela cintura. Já não tão virginal como a que encontrou Córboba, os iates com tours e festas privadas amontoam-se no mar, deixando os convidados saltar para a água cristalina. O entardecer cor-de-fogo, no regresso a Cancún, será provavelmente dos mais belos que alguma vez verá.
https://www.instagram.com/p/B-hIO5EiA85/?igshid=1f12t4ru5k5ja

3. Playa de Akumal, Riviera Maya

Como santuário das tartarugas-marinhas, que ali vão desovar, é necessário pagar para entrar nesta incrível baía. Apesar de protegida, conta com hotéis e os turistas são normalmente assediados para fazer snorkeling e nadar com as tartarugas, mas estes avistamentos só acontecem em algumas alturas do ano. Em forma de meia-lua, esta praia é das mais exclusivas da Riviera Maya, e por ter entrada paga, raramente está sobrelotada. A vegetação é tropical e luxuriante e um passeio pela zona é recomendado, com belas casas de veraneio no meio da vegetação, quase todas com acesso à praia. Uma dica: a cerca de 1 km, visite o bar-restaurante de praia La Buena Vida, que serve camarões, tacos e óptimos cocktails, e à noite, com as luzes ao redor das palmeiras, transforma-se num dos lugares mais românticos da zona.

4. Punta Maroma, Riviera Maya

Quase sempre considerada como uma das mais belas praias do planeta, Punta Maroma transporta-nos de imediato para as ilhas do Índico. Isto, porque um resort construiu ali aquelas cabanas sobre o mar que estamos acostumados a ver, por exemplo, em Bora Bora. Conhecida pelo areal branco, as águas cristalinas, a paisagem tropical, e o pontão de madeira onde se podem tomar fotos impressionantes, Punta Maroma não é, contudo uma das praias mais populares da Riviera Maya, o que a torna única e algumas vezes quase deserta. Como não é uma praia pública, há um preço de entrada, o que de certa forma afugenta os locais. Se o seu orçamento não for muito limitado, é de visita obrigatória.

5. Playa Delfines, Cancún

Embora Cancún tenha quilómetros de areal, Playa Delfines, também conhecida como o Miradouro, é a que oferece a melhor perspectiva sobre o mar azul-turquesa da zona. Com quase 30 kms de extensão, e areia branca, é também palco de desova de tartarugas-marinhas, portanto em algumas alturas do ano pode ter o acesso reservado em algumas partes. O que a torna especialmente tranquila é o facto de, embora rodeada de resorts, estes não foram construídos no extenso areal, transmitindo uma sensação de relaxamento. É também um dos lugares preferidos para fotos, porque ali se ergueu a palavra Cancún, no tal miradouro sobre o Caribe.

6. Holbox, Cancún

Não há resorts tudo incluído, nem sequer carros a passar. Nas estradas de terra de Holbox, uma ilha de 40 kms de extensão e apenas dois de largura, só passam bicicletas ou carrinhos de golfe. A cor das águas das praias de Holbox, onde se chega de ferry a partir de Chiquilá, é diferente: assume tons mais esverdeados, misturados com o azul intenso do Caribe. Um dos seus pontos mais conhecidos é a praia junto aos hotéis onde camas de rede ligadas por postes de madeira no mar, formam o nome da ilha. Mas há muito mais que fazer: observar o entardecer desde Punta Coco, fazer paddle board, ou mesmo nadar com tubarões-baleia. A ilha é conhecida por um fenómeno de biolumiscência único, em que a água, normalmente durante a madrugada, se transforma em pontos de luz. Se ainda não está convencido, fique a saber que a especialidade culinária da ilha é pizza de lagosta.

7. Lagoa de Bacalar

Se vem para o Caribe mexicano, prepare-se: toda a gente o vai aconselhar a ir à lagoa de Bacalar, provavelmente um dos lugares mais incríveis e ignorados pelos turistas. Conhecida como a Lagoa das Sete Cores, é fácil perceber porquê assim que a vê: a graduação de azul, do celestial ao navy, é visível a olho nu. É um dos poucos corpos de água superficiais de Quintana Roo, tem quase 55 quilómetros de extensão, e na verdade +e um paraíso que desceu à Terra. As cores são especialmente bonitas junto aos estromatólitos, rocha fóssil com milhares de anos. É obrigatório subir a qualquer tipo de barco e acercar-se do Canal dos Piratas, que liga a lagoa ao mar e onde a areia tem um alto conteúdo de minerais, ideais para exfoliar a pele. É um dos lugares mais impressionantes do México, pela cor da água e pela inusitada língua de água com areia muito branca. A lagoa tem ainda vários cenotes profundos, cujo azul escuro contrasta com o celeste das suas águas superficiais.

8. Lagoa de Kaan Luum, Tulum

Perto de Tulum, está um dos segredos mais bem guardados da Riviera Maya, a lagoa de Kaan Luum. Praticamente desconhecida para estrangeiros, é muito frequentada por locais ao fim-de-semana. Para quem já conhece Bacalar, faz lembrar, embora seja muito mais pequena. Para chegar lá, é preciso entrar selva adentro, pagar, e depois encontrar um espaço junto ao pontão de madeira. A água é cor de esmeralda e turquesa, as suas areias brancas e próprias para exfoliação, e a profundidade muito baixa. Isto, até encontrar o incrível cenote (poço) que está precisamente no meio da lagoa e que tem uma profundidade de 85 metros, no qual se pode mergulhar com um custo extra. Como não tem restaurantes, leve a sua própria comida e água.

9. Sian Ka’an

Quer aprender umas palavritas em Maya? Sian Ka’an significa “a origem do céu”. Os mayas sabiam definitivamente nomear estes lugares. Reserva natural reconhecida como património da Humanidade pela UNESCO, é uma das maiores do México. Convém ter um jipe ou um todo-o-terreno para alcançar este paraíso. Contém mangues, um dos maiores recifes do mundo, e milhares de espécies de fauna e flora, desde pumas a manatins, crocodilos e macacos-aranha. A reserva é praticamente inabitada e ficar por lá significa prescindir de muitas comodidades modernas, como internet. Como complexo aquático, de lagoas, cenotes e dunas, rodeado de selva tropical, vai querer estar sempre dentro de água, que é quase sempre cristalina e verde-esmeralda. O melhor é ir em excursão, até porque nem toda a área é visitável.

10. Xpu-Há

Uma das praias mais belas da Riviera Maya, de fácil acesso, a meio caminho entre Playa del Carmen e Tulum, Xpu-Há é tudo o que imagina sobre o Caribe mexicano. As suas águas são pouco profundas e turquesa, há palmeiras, areal imaculadamente branco e ainda vários clubes de praia onde pode comer e beber o dia inteiro enquanto ouve música. Ali, pode fazer um pouco de tudo no que diz respeito a desportos aquáticos: kitesurf, parasailing, snorkeling ou alugar um jetski. Se não quiser fazer nada disto, peça uma massagem e disfrute calmamente da tranquila paisagem envolvente.

11. Lagoa de Yal-Ku, Akumal

A poucos quilómetros de Akumal, a lagoa de Yal-Ku ainda é um dos segredos mais bem guardados da Riviera Maya. Este pequeno paraíso mistura águas doces com salgadas, e é visitada por mantas, tartarugas-marinhas e muitas outras espécies, o que a faz perfeita para a prática de snorkeling. As águas são cristalinas, verde-esmeralda, rodeadas por curiosas formações rochosas, e tem um restaurante próprio. O seu ecossistema é delicado, portanto é aconselhado o uso de protector solar biodegradável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close