Close
5 mercados incríveis em Paris

5 mercados incríveis em Paris

Desde os mais cosmopolitas até os orgânicos, incluindo aqueles adorados pelos caçadores de ofertas, Musement revela alguns mercados imperdíveis em Paris e seus arredores.

De mercados de comida até mercados de pulgas, Musement selecionou cinco dos melhores na região da capital francesa. Revendedores de antiguidades e artigos usados, mercados de jardineiros orgânicos, delicatessens e mercearias exóticas com o melhor do terroir francês – aí vai uma pequena amostra de tudo isso em cinco mercados incríveis na região de Paris.

1. O Mercado Saint-Denis

Saint-Denis, a apenas 15 minutos de metrô saindo do coração de Paris, é o lar de um dos maiores e mais coloridos mercados públicos cosmopolitas da região. Às terças, sextas e domingos pela manhã, você pode chegar na parada de Basilique Saint-Denis na linha 13, do outro lado da catedral gótica que abriga o túmulo de 43 reis e 32 rainhas da França. Mas falando sobre o mercado, este é o local ideal para economizar na hora de comprar alimentos, com produtos que não estão nos supermercados e alimentos de diferentes países. No Saint-Denis, além dos vários corredores de barracas de comida, você também pode adquirir itens pessoais e domésticos, sendo sempre possível negociar a peça de seu interesse por um preço um pouco abaixo do inicial.
Dica: Se você chegar por volta das 6 da manhã, poderá assistir ao sorteio dos comerciantes-volante. São pessoas que não são membros nem vendedores de rua, mas sim registrados num órgão público e escolhidos por sorteio para ocuparem um lugar vago do mercado.

2. O Mercado de Pulgas de Saint-Ouen

Um dos pontos mais peculiares da cidade de Paris, o mercado de pulgas de Saint-Ouen também é o maior de toda a França. Antiquários, vendedores de livros, e vendedores ambulantes dividem um espaço de quase 70 mil metros quadrados todos os finais de semana, de sexta até segunda-feira, recebendo mais de 200.000 visitantes. Ao todo, são 14 mercados distintos, cada um com sua própria atmosfera e especialidade. O mercado Paul Bert Serpette, por exemplo, é o mais cobiçado entre os colecionadores e caçadores de objetos. Se você estiver em busca de uma experiência mais tradicional, como uma venda de garagem, pode visitar o mercado Jules Vallès entre sábado e segunda-feira. O Saint-Ouen também é um reduto de arte de rua, assim que mantenha os olhos abertos nos grafittis entre as bancas e as barracas.

View this post on Instagram

Bon dimanche aux Puces ! Un beau soleil et plein de pépites à dénicher n’attendent que vous ! 👀☀️💛 Have a good Sunday at the Puces antique market! A beautiful sun and full of treasures to be found are waiting for you ! #marcheauxpucesdeparissaintouen #parissaintouenantiquemarket #paris #saintouen #antiquites #antiques #vintage #design #decoration #interiordesign #artisanat #popculture #mobilier #furnitures #accessories #patrimoineculturel #culturalheritage #ecofriendly #ecoresponsable #antiquelover #jaimeparis #iloveparis #jaimelespuces #sortiraparis #ouvrezloeil #openyoureyes #antiquesdealersofinstagram #worldlargestantiquemarket #ruepaulbert 📸 Déborah Lalaudière

A post shared by Marché aux Puces de Saint-Ouen (@marcheauxpucesdesaintouen) on

3. Le Marché des Enfants Rouges (O Mercado das Crianças Vermelhas)

Agora vamos a uma rápida viagem ao terceiro distrito, onde fica o mais emblemático e antigo mercado coberto da capital. Criado em 1615, o Marché des Enfants Rouges fica aberto diariamente exceto às segundas-feiras e recebe de braços abertos turistas e visitantes, assim como os parisienses que vão até a feira para abastecerem suas despensas com os mais de vinte lojistas e fornecedores locais. Seu nome homenageia um antigo orfanato próximo dali, onde as crianças vestiam vermelho como símbolo da caridade cristã, este é um local acolhedor e convidativo, também ideal para uma comidinha rápida no bairro de Marais. Lá você encontra opções para todos os gostos: culinária marroquina, japonesa, francesa, entre outras.

4. Le Marché Biologique des Batignolles (O Mercado Orgânico de Batignolles)

O mercado de Batignolles, em atividade todos os sábados, é especializado em produtos 100% orgânicos – principalmente frutas e legumes locais da estação – mas também tem flores e todos os tipos de mercadoria que representam o terroir francês e mediterrâneo. Reserve um tempo para conversar com os produtores, descobrir farinhas antigas das quais você nunca ouviu falar, provar alguns vinhos naturais ou até comprar sabonetes ecológicos para suavizar sua pele de maneira responsável.

View this post on Instagram

à demain Paris 💕

A post shared by Nicole Franzen (@nicole_franzen) on

5. Mercado Internacional de Rungis

Caso você esteja querendo algo realmente grande, o Mercado de Rungis é a pedida. Este é o maior mercado de alimentos da Europa, sendo também o local onde muitos chefs de cozinha compram o que precisam antes do amanhecer. Se você ficou impressionado com o mercado de pulgas de Saint-Ouen, que tem 70 mil metros quadrados, saiba que o mercado de Rungis tem quase 35 vezes o tamanho daquele, com um faturamento de 9 bilhões de euros e sendo o local de origem da comida de pelo menos 1 em cada 4 franceses. Se você quer ver esse mercado funcionando a todo vapor, deverá acordar bem cedo – ou talvez não dormir – já que as barracas e corredores dos pavilhões começam a ganhar vida às 2 da manhã. Esse modelo de mercado usado aqui funciona tão bem que foi exportado internacionalmente, mas caso queira ver a versão original, venha até o Rungis, no bairro de Val-de-Marne! Além de ser um dos poucos mercados que também conta com e-commerce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close