Close
6 prédios fascinantes da arquitetura brutalista na Europa

6 prédios fascinantes da arquitetura brutalista na Europa

Do Reino Unido à Lituânia, Musement apresenta 6 dos melhores exemplos de arquitetura brutalista encontrados em toda a Europa.

O brutalismo, do francês béton brut, ou concreto bruto, tem muitos apreciadores. De contas do Instagram dedicadas a esse estilo de arquitetura até grossos livros encontrados em mesas de café, é claro que há muitos seguidores. Embora inicialmente ridicularizados tanto pelos críticos de arquitetura quanto pelos cidadãos, e apresentando uma série de termos clichês como ‘selva de concreto’ e ‘monstruosidade de concreto’, 40 anos depois, passamos a apreciar a grandeza e a ousadia dos melhores edifícios do brutalismo.

Este guia das gemas brutalistas mais impressionantes da Europa dá uma ideia dos prédios, além de algumas informações práticas sobre como chegar até eles. Passamos muitos dias perdidos procurando fortalezas e memoriais e descobrimos que é sempre melhor ter uma ideia aproximada de onde você está indo. É claro que poderíamos continuar descrevendo obras-primas brutalistas em todo o mundo, mas nos limitamos aos melhores exemplos da Europa por enquanto.

1. Southbank Centre

Começaremos com um que é fácil de encontrar, basta atravessar a ponte Waterloo de Londres e seguir o som de skates que gritam através da vegetação rasteira no lado sul do rio Tâmisa. O edifício do qual o Southbank Center faz parte foi inicialmente projetado para estar em vários níveis e ligar uma série de passarelas elevadas em toda a cidade. Infelizmente, eles nunca foram construídos, pois não havia um órgão específico encarregado do projeto, e cada novo edifício deveria ser conectado à rede que ainda não foi realizada. Andando por Londres, você ainda pode ver essas escadas que não levam a lugar algum. Sob os pilares de concreto, existe um espaço que os skatistas colonizaram desde os anos 70, o que contribui para dar um bom contraste com a arte de rua oferecida no andar de cima. O fluxo de tráfego uma vez levou os skatistas às profundezas dos espaços subterrâneos, mas desde então foi cercado e barrado ao público, em uma versão muito mais ordenada do que era antes.

2. Castelo do Eremita

O Castelo do Eremita fica no norte da Escócia, não muito longe da pequena cidade de Achmelvich. É difícil encontrar essa maravilha brutalista no Google Maps, pois se mistura à paisagem rochosa ao seu redor, de acordo com a intenção do arquiteto David Scott. Esse espaço pequeno e apertado serve apenas para uma pessoa, com camas e prateleiras de concreto embutidas na estrutura. Há um parque de campismo nas proximidades, talvez dormir lá seja uma ideia melhor.

View this post on Instagram

We are proud to present today’s featured artist. ••••••••••••••••••••••••••••••••••• ARTIST | @rovingjo LOCATION | Hermits Castle, 🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿 —————————————— Hermit’s Castle is the smallest castle in Europe. In fact it may be the smallest castle in the world. Measuring less than 10m squared in area, the castle was built in the 1950s. . The story goes that in 1950, an architect from Norwich, David Scott, decided to build himself a small concrete bothy here. It is said that he brought materials in by boat and that it took him six months to single-handedly build the structure whose remains can be seen today. When originally built, the square holes that dot one side of Hermit's Castle had glazed inserts, and there was a door, presumably a little way in from the outer opening, where there is now a doorframe. . The castle, which has boxed windows and a chimney, has one small room with a concrete bed and fireplace. . Local legend says that he only slept one night in the castle after its completion however it is today used as a bothy by walkers and sunset watchers. ——————————————— For a chance to be featured: Please follow @scottishcastles_ and Tag #scottishcastles_ ——————————————— #HermitsCastle #Achmelvich #Lochinver #AuchmelvichBeach #ScottishHighlands #NC500 #Assynt #NorthCoast500 #ScottishCastles_ #castlesinscotland #castlesworld #castles #ruins #scottishhistory #fortheloveofscotland #fairytalecastle #epic_castles #scotlandcastles #castlesoftheworld #instascotland #lovecastles #castlelovers #instacastles #scottishhighlands #europecastles #worldwide_castles #map_of_europe

A post shared by Scottish Castles | 🏰🏴󠁧󠁢󠁳󠁣󠁴󠁿 (@scottishcastles_) on

3. Nono Forte

O nono forte de Kaunas, na Lituânia, foi construído como um memorial às vítimas do fascismo. Os Estados Bálticos sofreram perdas terríveis nas mãos dos nazistas e depois dos soviéticos, e, portanto, há uma extensa rede de memoriais, nenhuma das quais é realmente brutalista, mas esta merece uma menção, no entanto, por seu alcance e visão impressionante. Pegue o ônibus nº 23 ou 35 e tenha a localização fixada em seus mapas, pois é um caminho bem longe da cidade.

4. Memorial de Slavín

Bratislava, Dukla, Prešov, Košice, Liptovský Mikuláš, Zvolen, Banská Bystrica, Lučenec, Komárno, Nitra, Žilina. Estas são as cidades eslovacas e ‘libertadas’ em batalha pelo exército soviético e agora glorificadas em relevo de mármore, para todos verem, nas laterais do memorial Slavín de Bratislava. Embora não seja estritamente brutalista, essa maravilha de mármore tem todas as características e arrogância dos locais mais conhecidos. De cima da capital da Eslováquia, você tem uma vista maravilhosa do distrito de Petržalka, construído no estilo socialista realista, e o OVNI que paira sobre a ponte principal da cidade, Most SNP.

5. Torre Balfron

Balfron Tower, o predecessor residencial de Trellick Tower, está localizado na linha DLR no distrito de Poplar, em Londres – o arquiteto Ernő Goldfinger criou os dois. Este último solucionou alguns dos problemas iniciais descobertos em Balfron, mas, infelizmente, se tornou o foco de uma reação da mídia. Uma série de decisões infelizes levou o edifício a se tornar sinônimo de crime e tráfico de drogas, ao qual o arquiteto estava sentado na primeira fila depois que ele alugou um escritório diretamente na frente de sua criação. Dizem que o escritor J.G. Ballard se inspirou na Torre Trellick e seu lento desaparecimento para criar o romance High Rise. Atualmente, porém, temos uma visão muito mais clara do vínculo desses dois lugares e podemos apreciar seus projetos inteligentes e a série de erros que os levaram a ficar ostracizados.

6. Unidade de Habitação

Unité d’habitation é a obra-prima de Le Corbusier localizada em Marselha que inspirou uma geração de arquitetos. Esse gigante residencial tem 1600 apartamentos, um dos quais é do ilustre crítico de arquitetura Jonathan Meades. Faça uma das muitas visitas guiadas oferecidas ou alugue um apartamento durante uma noite.

Este guia dos edifícios mais brutais da Europa é apenas uma parte de tudo o que há para ver. Perdemos algo especial? Você discorda de alguma de nossas escolhas? Compartilha com a gente a sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close