Close
10 castelos espetaculares na Europa

10 castelos espetaculares na Europa

Hoje, o Musement faz uma viagem pelo grande continente europeu para conferir alguns de seus castelos mais impressionantes.

Começando pelo Palácio Real de Madri e terminando com o Palácio de Inverno de São Petersburgo, nossas paradas incluem boas doses de luxo aristocrático e arquiteturas majestosas.

1. Palácio Real, Madrid

Você consegue imaginar um palácio com mais de 3.400 quartos? A residência oficial da família real espanhola em Madri possui esse tanto de aposentos distribuídos por nada menos que 116.419 metros quadrados de espaço. Essa fortaleza do século XVIII foi inspirada nos projetos de Bernini para o Louvre em Paris. Atualmente, a família real mora no Palácio da Zarzuela, e o Palácio Real passou a ser usado apenas para procedimentos oficiais.

2. Palácio de Fontainebleau, Paris

A apenas uma hora de carro de Paris esta o Palácio de Fontainebleau, uma fortaleza renascentista que foi residência oficial dos monarcas franceses de Luís VII a Napoleão III. Hoje é um museu nacional e Patrimônio Mundial da UNESCO. O estilo maneirista da decoração interior do castelo, que inclui esculturas, pinturas e ourivesaria, passou a ser conhecido como o estilo Fontainebleau.

3. Palácio de Schönbrunn, Viena

A gloriosidade de Viena não seria a mesma sem o Palácio de Schönbrunn, residência de verão da monarquia de Habsburgo. Parte desta obra-prima barroca está aberta ao público, sendo um dos edifícios mais visitados da capital austríaca. Passeie pelos quartos grandiosos e preservados em seus estados originais e não perca o Gloriette ou a Obelisk Fountain.

4. Palácio de Versalhes, Paris

Viaje à França do século XVIII e divirta-se com a bela arquitetura do Palácio de Versalhes. Localizado a cerca de 20 quilômetros de Paris, o palácio continua cumprindo alguns de seus tradicionais papeis políticos até os dias de hoje. Acima de tudo, é um lugar popular para quem quer passar o dia fora da capital francesa.

5. Palácio de Buckingham, Londres

Desde 1837, o mágico Palácio de Buckingham é a residência oficial dos monarcas do Reino Unido. Eventos oficiais ocorrem nos magníficos State Rooms, salões abertos ao público durante o verão, quando a Rainha deixa Londres para ficar em sua residência de verão. Quem aí não adoraria pisar na famosa Sala do Trono?

6. Palácio de Peterhof, São Petersburgo

Localizado a 29 quilômetros de São Petersburgo, Peterhof é mais do que um único palácio, é um grande complexo com um belo parque. O principal palácio de estilo barroco, chamado Grand Palace, foi residência de verão dos czares até a Revolução Russa em outubro de 1917. Tornou-se um museu no ano seguinte. Os dois parques, o Upper Garden e o Lower Park, estão cheios de fontes e cascatas, além de uma estufa, pavilhão e outros monumentos.

7. Palácio de Charlottenburg, Berlim

O Palácio de Charlottenburg, símbolo dos alemães barrocos e rococós, fica no centro de Berlim. Recebeu este nome em homenagem a Sophia Charlotte de Hanover (esposa do rei Frederico I da Prússia), que ordenou a sua construção. Costumava ser a residência da família real da Prússia e hoje é o maior palácio da capital alemã. É também uma das atrações mais visitadas da cidade.

8. Palácio Pitti, Florença

A poucos passos da icônica Ponte Vecchio em Florença encontra-se o Palácio Pitti. Construída no século XV, originalmente era a residência urbana do banqueiro florentino Lucca Pitti. Posteriormente, várias figuras históricas italianas importantes residiram no local, como a família Médici, Napoleão I e a realeza da Itália, até ele se tornar um edifício público que abriga um grande museu de arte.

9. Palácio da Pena, Sintra

A construção do Palácio Nacional da Pena começou em 1836. No topo de uma colina íngreme, o palácio digno dos contos de fadas é um excelente exemplo do romantismo português. Durante o século XIX, a realeza portuguesa residiu no local, que precisou ser reconstruído após um terremoto. Graças à sua riqueza arquitectónica, Sintra foi declarada Patrimônio da Humanidade.

10. Palácio de Inverno, São Petersburgo

Em meados do século XVIII, Isabel I da Rússia ordenou a construção do Palácio de Inverno em São Petersburgo. Ele foi a residência oficial dos monarcas russos até 1917, quando foi invadido após o início da Revolução Russa. Conhecido pela sua fachada verde e branca, o palácio é agora o lar do Hermitage Museum.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close