Close
10 esportes internacionais dos quais você nunca ouviu falar

10 esportes internacionais dos quais você nunca ouviu falar

O mundo é um lugar fascinante, assim como os esportes. A seguir, você confere dez modalidades vindas de diferentes cantos do globo.

Ao passo que esportes como futebol, basquete e críquete dominam em boa parte do mundo, há outras modalidades incríveis para conhecer ou, quem sabe, testar suas habilidades.

Quer você prefira boxe a futebol, corrida a beisebol, é bem provável que vai se sentir tentado a experimentar as variedades esportivas a seguir. Confira 10 esportes incríveis de diferentes partes do mundo!

1. Arnis, Filipinas

Também conhecido como Eskrima, o Arnis é uma arte marcial indígena em que as pessoas se defendem usando as mãos abertas, normalmente com armas improvisadas ou bastões, espadas e facas. Rodopiando em uma velocidade vertiginosa, os praticantes investem uns contra os outros, bloqueando, defendendo-se e atacando à medida que avançam! É muito divertido de assistir, mas a prática exige muita técnica e resistência.

2. Boxe-xadrez, Europa

Criado pelo artista holandês Iepe Rubingh, o boxe-xadrez foi originalmente concebido para ser uma performance artística. Mas atualmente, transformou-se em um esporte competitivo que muitos consideram ser a combinação perfeita entre inteligência e força. Com uma partida de xadrez seguida de uma rodada de boxe, quem conseguir um xeque-mate ou KO primeiro ganha.

3. Chinlone, Myanmar

O esporte nacional de Mianmar, Chinlone, é de natureza não competitiva, sendo mais uma performance ou forma de arte do que um esporte, pois os jogadores são encorajados a tocar a bola da forma mais divertida e criativa possível. Criado para entreter a realeza birmanesa antigamente, o Chinlone é muito divertido de assistir e mostra toda a riqueza da herança cultural de Mianmar.

4. Dandi Biyo, Nepal

Jogado por dois ou mais jogadores, o Dandi Biyo envolve um bastão e um pino de madeira, chamados respectivamente de dandi e biyo, sendo este posicionado dentro de um buraco no chão. A ideia é que um jogador alavanque o pino ao ar com o bastão e que os demais o apanhem em seguida. Os pontos também são atribuídos se ninguém o apanhar ou se o jogador conseguir atirá-lo de volta para o buraco.

5. Hurling, Irlanda

Jogado por mais de 4.000 anos (!!!), o hurling ainda é extremamente popular na Irlanda. O objetivo é que os jogadores marquem pontos ou gols batendo em uma bola com um bastão de madeira, tentando fazê-la passar pelo goleiro ou por cima do travessão e entre as traves. Embora seja muito divertido de jogar, levar uma pancada do bastão utilizado nas partidas não deve ser muito legal!

View this post on Instagram

#hurling #ireland

A post shared by Breda Canty (@bredacanty) on

6. Kabaddi, Bangladesh

Assim como no famoso “pega-pega”, no kabaddi equipes de sete membros se enfrentam em uma quadra com um jogador por vez avançando periodicamente para o território do time adversário. Os pontos são marcados de acordo com a quantidade de jogadores da outra equipe que cada participante toca antes de ser tocado.

https://www.instagram.com/p/B60vERTFAZF/

7. Peteca – Brasil

O nome do esporte vem do objeto no qual o jogo gira em torno. É muito comum ver as pessoas jogando peteca nas lindas praias brasileiras. Neste esporte tradicional de origem indígena, o objetivo é bater na peteca com as mãos, fazendo-a passar por cima de uma rede, até que um dos lados não consiga mais rebatê-la. É muito divertido jogar e assistir, principalmente na praia!

View this post on Instagram

💛💙 #peteca #intermed

A post shared by Maísa tupiná (@maisatupina) on

8. Rodeio chileno, Chile

Sendo um esporte nacional e tradicional do Chile, o rodeio envolve dois cavaleiros que precisam impedir que um bezerro corra em torno de uma arena. Com pontos atribuídos pela técnica e o número de vezes que os cavaleiros conseguem pará-lo, o rodeio é realmente emocionante de se ver!

View this post on Instagram

#rodeochileno #chileanrodeo #horse #caballo

A post shared by Enrique Alvayay (@enrique_alvayay) on

9. Sepak Takraw, Sudeste Asiático

Muito popular no sudeste asiático, é improvável que você esqueça da primeira partida de Sepak Takraw que assistir! Com movimentos muito rápidos, os jogadores podem usar qualquer parte do corpo, exceto os braços e as mãos, para tentar passar a bola para o outro lado da rede, que lembra um pouco a do vôlei, porém posicionada em uma altura menor. Com chutes aéreos impressionantes, assistir a partidas de Sepak Takraw é uma experiência incrível!

10. Buzkashi, Ásia Central

Comum tanto no Cazaquistão e Quirguistão como nas comunidades turcas em outros países da Ásia Central, o Buzkashi com certeza não é para os fracos de coração. O jogo centenário envolve jogadores a cavalo competindo ferozmente por uma cabra ou bezerro decapitado (sim, isso mesmo!). Os pontos são marcados quando um dos competidores consegue jogar a carcaça no gol (uma estrutura circular, com um buraco no centro) da equipe adversária. Observação: a cabra não é morta apenas para as partidas do jogo, pois é assada posteriormente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close