Close
Alternativo itinerário de Nápoles

Alternativo itinerário de Nápoles

Hoje, o Musement coloca de lado as atrações mais conhecidas de Nápoles para sugerir algumas experiências alternativas.

As catacumbas, Piazza Plebiscito, Via Toledo, Spaccanapoli, pizzaria de Gino Sorbillo, San Gregorio Armeno e Lungomare Mergellina são, obviamente, paradas obrigatórias para quem visita Nápoles. No entanto, existem alguns lugares menos conhecidos (e, portanto, menos turísticos) que permitem ter um gostinho mais autêntico de Nápoles. Confira a seguir sete deles:

1. A Capela de Sansevero

O “Cristo Velado”, de Giuseppe Sammartino, é uma das esculturas mais misteriosas do mundo: o fino véu que cobre o corpo sem vida de Jesus é tão realista que nem parece esculpido em mármore. A “Modéstia” de Antonio Corradini e a “Desilusão” de Francesco Queirolo, também presentes no local, são duas estátuas complexas e profundas. Finalmente, você pode apreciar duas obras que são bizarramente perturbadoras e misteriosas: as “Máquinas Anatômicas”, esqueletos de um homem e uma mulher com seus sistemas arteriovenosos ainda intactos. Não se sabe como o médico Giuseppe Salerno realizou esse feito, mas reza a lenda que a magia e a alquimia tiveram um papel importante.

2. O Mosteiro de Santa Chiara

Um oásis de paz e tranquilidade no coração de Nápoles, o antigo complexo monumental de Santa Chiara foi construído em 1310 pelo rei Robert de Anjou e sua esposa Sancia de Mallorca. Possui dois conventos, um para as Clarissas Pobres e outro para os frades franciscanos, e é caracterizado por uma linda rosácea na fachada principal e um claustro (que remete ao ano de 1700) com belos pilares de majólica, festões de legumes e limoeiros. Durante o Natal, é possível assistir às celebrações com pastores dos séculos 18 e 19.

View this post on Instagram

Chiosco Francescano Napoli

A post shared by Giovanni Amendola (@giovanniamendola131) on

3. O cemitério de Poggioreale

O cemitério de Poggioreale abriga obras preciosas de arte escultórica: há túmulos, estátuas, igrejas e capelas espalhados por todo o complexo. Nenhum é igual ao outro, mas todos possuem uma beleza incrível e um grande valor artístico. Destaque para o quadrilátero de homens ilustres, onde Benedetto Croce e Francesco De Sanctis, entre outros, estão enterrados, e para o cemitério judeu.

4. San Diego Armando Maradona

É certo dizer que, depois de San Gennaro, a figura a quem os napolitanos mais confiam suas orações é Diego Armando Maradona. O campeão argentino é considerado uma espécie de divindade em Nápoles, a ponto de ter seu próprio altar com relíquias em um santuário localizado no Largo Corpo, incluindo uma foto autografada pelo “pibe de oro”, um cacho de seus cabelos considerado “milagroso”, contas de rosário e vários artigos de jornal sobre as vitórias de Nápoles.

View this post on Instagram

#SanDiegoArmandoMaradona

A post shared by Leonardo Greco (@_._desaparecido_._) on

5. La Panoramica

Na colina de Posillipo, na Via Petrarca, você pode apreciar o Vesúvio e o golfo de Nápoles em toda a sua magnificência. Esse ponto de observação é chamado de “la Panoramica” – você entenderá o porquê quando chegar ao topo.

6. O parque subaquático de Gaiola

Praticantes de mergulho podem apreciar a cidade de Nápoles de uma perspectiva completamente sem precedentes: o fundo do mar do Parque Subaquático de Gaiola, uma área marinha protegida que se expande entre as ilhas de Gaiola e o Golfo. Além da fauna e flora marítimas, o local também abriga restos arqueológicos fascinantes da Vila Imperial de Pausilypon e do teatro romano que remete ao século I a.C.

7. A melhor pizza do mundo

Já falamos que quem ama pizza se dá muito bem em Nápoles, mas se tiver a oportunidade de sair da cidade, não deixe de provar a pizza que tem sido chamada de a melhor do mundo, a do Pepe In Grani, onde Franco Pepe serve suas maravilhas culinárias em um incrível castelo do século 18.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close