Close
Nos passos da família real britânica em Londres

Nos passos da família real britânica em Londres

Por ocasião do Jubileu de Platina da Rainha Elizabeth II, rastreamos a família real britânica em Londres.

Junho é o mês da rainha! De 2 a 5 de junho, o Reino Unido se prepara para celebrar em grande estilo o 70º aniversário da ascensão ao trono de Elizabeth II. As residências da família real, os castelos e os palácios espalhados pelo país estão entre as atrações mais fascinantes e famosas de toda a Europa. E Londres é, sem dúvida, um dos melhores lugares para mergulhar totalmente no mundo da realeza britânica. Mesmo que você não seja um grande fã da família real, essas atrações são tão espetaculares que ainda valem a pena uma visita.

Nos passos da família real britânica em Londres:

1. Visite os palácios reais

Ninguém deve sair de Londres sem ter visto pelo menos o Palácio de Buckingham. Mas lembre-se que a residência principal da rainha Elizabeth II só pode ser visitada durante o verão. Os ingressos esgotam rapidamente, por isso recomendamos reservar com bastante antecedência. A boa notícia é que os demais palácios reais do país podem ser visitados durante todo o ano.
Se você quiser descobrir como era a vida da família real britânica no passado, o melhor é ir a uma residência real típica. A Torre de Londres, que agora abriga as Joias da Coroa, foi um suntuoso apartamento para o Rei e a Rainha durante a Idade Média.
Para uma experiência mais contemporânea, Hampton Court é o lugar certo. Mas, se você realmente quer se aproximar da realeza britânica, a melhor opção em Londres é o Palácio de Kensington, onde William e Kate (duque e duquesa de Cambridge) moram juntos com outros jovens da realeza. Você também pode visitar a Abadia de Westminster, declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Este templo, além de ter sido palco do casamento real de William e Kate, é o local de coroação dos reis e rainhas britânicos.

 

Ver esta publicación en Instagram

 

Una publicación compartida de LUKE ABRAHAMS (@lukecabrahams)

2. Visite atrações reais menos conhecidas

Se você quiser evitar as multidões, dirija-se a algumas das atrações reais menos conhecidas da Grã-Bretanha, como a Queen’s House em Greenwich (casa da rainha). Construída entre 1616 e 1635 para a rainha Anne da Dinamarca e o rei James I. Hoje, o prédio abriga uma bela coleção de arte, onde você pode admirar obras de grandes mestres ingleses como Gainsborough, Reynolds, Turner e Hogarth.

Para os interessados em história militar, o Museu da Guarda Real da Cavalaria é uma visita imperdível. Este museu vivo, pertencente à famosa guarda de cavalaria de Whitehall e ainda funciona como sede da divisão familiar. Os visitantes terão a oportunidade de ver os cavalos nos estábulos do século XVIII, bem como capacetes e uniformes que raramente são mostrados ao público.

A próxima parada é o Kew Palace, situado nos exuberantes Kew Gardens. Lá você pode entrar nas cozinhas reais e na casa da rainha Charlotte. Se você tiver tempo, não perca Clarence House, lar de muitos membros da realeza britânica em Londres ao longo dos anos. Hoje, é a residência oficial do príncipe Charles e Camilla, cinco quartos no térreo podem ser visitados.

 

Ver esta publicación en Instagram

 

Una publicación compartida de Elena | London (@elensham)

3. Desfrute do chá da tarde como a realeza

O famoso chá da tarde faz parte da cultura do país há dois séculos, então se você desejar fazer algo “tipicamente inglês”, esta é uma ótima experiência para passar a tarde. Dirija-se à Fortnum & Mason, detentores de um mandado real e fornecedores oficiais de bens para a família real, o lugar ideal para um bom chá da tarde. Saboreie os pequenos e delicados sanduíches sem crosta, doces e scones exclusivos com creme e geleia. Acompanhe com uma boa chávena de chá ou, se preferir, um copo de espumante.

4. Faça uma viagem ao Castelo de Windsor

Deixe Londres por algumas horas e faça uma viagem de um dia ao Castelo de Windsor, o maior e mais antigo castelo habitado do mundo. Construído por ordem de Guilherme, o Conquistador, no século XI, já abrigou nada menos que 39 regentes. A rainha Elizabeth II supostamente passa a maior parte de seus fins de semana livres no castelo, que também é sua residência oficial por um mês na Páscoa. O Castelo de Windsor fica a apenas uma hora do centro de Londres, por isso pode ser facilmente alcançado em uma excursão organizada ou até mesmo de trem.

 

Ver esta publicación en Instagram

 

Una publicación compartida de Tasha | Cottagecore (@foxgleann)

5. Visite o Norte

Parece que a Escócia é um dos lugares favoritos da rainha Elizabeth II, então se você quiser seguir os passos da realeza, você deve adicionar Edimburgo à sua lista. Nesta cidade, você pode visitar o Palácio de Holyrood, a residência oficial da rainha na Escócia. Localizado em uma extremidade da Royal Mile, o palácio tem sido uma importante residência real durante séculos. O apartamento histórico e os apartamentos de estado de Mary Queen of Scots do século XVI estão abertos ao público durante todo o ano, exceto, é claro, quando os membros da família real estão lá.

Se quiser ir um pouco mais longe, visite o Castelo de Balmoral, é uma das duas residências particulares da família real, que ao contrário dos outros palácios não pertence à Coroa. O castelo está aberto ao público de abril a julho, pois após esse período é a vez da rainha já que está é a sua residência de verão. O Salão de Baile é o único salão real aberto ao público, mas os visitantes sempre podem passear pelos jardins.

Você gostaria de visitar esses lugares? confira nossas atividades e experiências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close