Close
12 tetos fascinantes que farão você olhar para cima

12 tetos fascinantes que farão você olhar para cima

Olhe para cima e fascine-se pelos tetos mais bonitos do mundo.

Quantas vezes você olhou para um edifício e não conseguiu mais baixar os olhos? Se, como nós, você já sofreu várias “paixões” desse tipo, continue lendo …

Hoje percorremos palácios, catedrais, mesquitas e teatros em busca dos tetos mais impressionantes do mundo. Se esquecemos do seu favorito, avisa a gente nos comentários!

1. Capela Sistina, Cidade do Vaticano

Os afrescos da abóbada da Capela Sistina são uma das grandes obras primas de Michelangelo. O artista renascentista levou quatro anos (1508-1512) para concluir esta encomenda do Papa Júlio II. O destaque do teto é, sem dúvida, as nove cenas do Gênesis que remetem à origem do universo, do homem e do mal: a intoxicação de Noé, o dilúvio universal, o sacrifício de Noé, o pecado original e a expulsão do paraíso terrestre, a criação de Eva, a criação de Adão, a separação da terra das águas, a criação das estrelas e plantas e a separação da luz das trevas.

2. Igreja do Salvador do Sangue Derramado, São Petersburgo

A igreja, erguida no local onde o czar Alexandre II da Rússia foi assassinado, tem mais de 7.000 metros quadrados de mosaicos! As 5 cúpulas, cobertas de cobre e esmalte, contêm representações bíblicas; e na cúpula central destaca-se a imagem de Cristo Pantocrator.

3. Ópera Garnier, Paris

A cúpula da Ópera Garnier foi totalmente renovada em 1964 por Marc Chagall. É uma obra espetacular, fruto de um ano de trabalho que homenageia 14 grandes compositores, de Wagner a Stravinsky, e suas grandes obras. Se você olhar de perto, poderá ver representações de óperas como La traviata, Carmen, Orfeo e Eurídice e Fidelio; e de balé clássico, como o Lago dos Cisnes e Giselle.

4. Palácio de Versalhes, Paris, París

A Galeria dos Espelhos é mundialmente famosa pelos seus 357 espelhos, mas o seu teto não deixa a desejar. Charles Le Brun foi contratado para decorar a abóbada com pinturas que mostram o glorioso reinado de Luís XIV. Olhe para cima e admire as trinta composições do artista que retratam os principais feitos do rei.

5. Catedral de Siena, Siena

Um dos espaços mais marcantes da Catedral de Siena é a Biblioteca Piccolomini, construída em 1492 a pedido de Francesco Todeschini Piccolomini, que na época era o arcebispo de Siena, e mais tarde se tornou o Papa Pio III. Junto com os espetaculares afrescos de Pinturicchio, o teto é um dos destaques da biblioteca. No centro da brilhante abóbada retangular, pode-se ver o escudo de armas Piccolomini, rodeado por diferentes cenas pastorais, bacanais e até representações mitológicas, como O Rapto de Prosérpina. Uma verdadeira maravilha!

View this post on Instagram

Duomo di Siena

A post shared by Bert Kaufmann (@bert.kaufmann) on

6. Old Royal Naval College, Londres

O Painted Hall do Old Royal Naval College é, para muitos, a “Capela Sistina” do Reino Unido. O artista britânico Sir James Thornhill levou 19 anos para terminar esta obra prima. No teto, você pode admirar um elenco de aproximadamente 200 figuras representando as realizações navais, científicas e culturais da Grã-Bretanha, bem como as mudanças políticas do país.

7. Basílica de São Pedro, Cidade do Vaticano

A cúpula da Basílica de São Pedro não poderia faltar nesta lista. Com mais de 130 metros de altura, é uma das cúpulas mais altas do mundo. Michelangelo foi o artista contratado para desenhá-la e, após sua morte, Giacomo Della Porta e Domenico Fontana deram continuidade ao trabalho. Depois de admirar todo o seu esplendor, você pode subir ao topo para desfrutar de uma das melhores vistas de Roma.

8. Catedral de Santa Maria del Fiore, Florença

Embora a enorme cúpula da Catedral de Florença seja obra de Filippo Brunelleschi, os maravilhosos afrescos que decoram seu interior são obras de Giorgio Vasari e Federico Zuccari. A decoração interior da cúpula, cujo tema é o Juízo Final, começou em 1572, quando o duque Cosimo I de ‘Medici encarregou Vasari de fazê-lo.

9. Sagrada Família, Barcelona

A obra-prima de Gaudí impressiona em todas as partes, e seu teto não poderia ser diferente. A intenção do arquiteto modernista era criar um espaço semelhante a uma floresta, daí as colunas em forma de árvore que se erguem e se ramificam segurando as abóbadas hiperbolóides interligadas.

10. Alhambra, Granada

Na Sala de Dos Hermanas construída por Mohamed V, encontramos a esplêndida cúpula de moçárabes, um elemento arquitetônico típico da arte islâmica, cuja forma lembra favo de mel. A iluminação desempenha um papel fundamental na aparência da cúpula, que muda de acordo com a hora do dia.

11. Mezquita-catedral de Córdoba

Se há um lugar na Mesquita de Córdoba onde não se pode parar de olhar para cima, é a maqsura. A maqsura é o local reservado aos califas nas mesquitas e geralmente é coroada por uma cúpula. A da Mesquita de Córdoba foi construída por ordem de Alhakén II, e acredita-se que o califa contou com a ajuda de artesãos bizantinos para sua decoração.

12. Real Alcazar, Sevilha

A impressionante cúpula dourada da Sala dos Embaixadores é um dos elementos de maior destaque do Real Alcázar de Sevilla. Durante a sua visita, passe por esta sala, que já foi usada como sala do trono de D. Pedro I, e admire a cúpula hemisférica criada por Diego Ruiz em 1427.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close