Close
13 romances de espionagem internacional imperdíveis

13 romances de espionagem internacional imperdíveis

Da CIA a Berlim Oriental e à Índia, Musement compartilha 13 dos melhores romances e séries de espionagem para você se aventurar.

Não há como discutir o poder transportador dos livros, e um dos gêneros mais empolgantes para os amantes de viagens é a espionagem. Esses romances costumam levar seus personagens a diversos países, sendo alguns até ambientados no passado, e os leitores os seguem abrindo caminho pelas suas cidades favoritas. A intriga da espionagem só melhora a jornada, temos que admitir que a espionagem sempre despertou muita curiosidade.

Felizmente, devemos apenas abrir um livro (ou nossos Kindles) para nos aventurarmos. Confira 13 dos melhores romances e séries de espionagem que o levarão a aventuras inesquecíveis de espionagem em todo o mundo.

1. O Espião que Sabia Demais, John le Carré, 1974

Honestamente, todo o repertório de John le Carré irá satisfazer qualquer pessoa que esteja à procura de uma boa história de espionagem, portanto, selecionar apenas um não é uma tarefa fácil. le Carré trabalhou para o MI5 e MI6 e é evidente que o seu insight interno é baseado em seus trabalhos. O Espião que Sabia Demais segue o espião George Smiley, que aparece em alguns dos romances de le Carré, procurando descobrir uma toupeira soviética trabalhando na inteligência britânica (O filme de 2011 é estrelado por Gary Oldman.) Se você quiser mais informações do autor, confira ainda The Night Manager (o gerente noturno), The Spy Who Ve from from Cold (O espião que veio do frio) e The Constant Gardener (O Jardineiro Fiel).

2. Kim, Rudyard Kipling, 1901

Originalmente publicado em série, Kim ocorre no final do século 19, após a Segunda Guerra Afegã. O personagem-título, um órfão irlandês que vive na Índia durante o domínio britânico, começa a trabalhar no lado da Inteligência Britânica do Grande Jogo, um confronto político entre a Rússia e o Afeganistão.

3. O Dia do Chacal, Frederick Forsyth, 1971

Depois de pegar este livro, você não conseguirá soltar. Este romance conta a história de um assassino contratado para derrubar o presidente francês Charles de Gaulle. Considerado uma obra-prima do suspense, o livro aparece em várias listas de obras obrigatórias.

4. Nosso Homem em Havana, Graham Greene, 1956

Embora considerado um dos principais romancistas ingleses do século 20, a carreira de Graham Greene também inclui uma passagem pelo MI6 que começou em 1941. Seu tempo na agência, sem dúvida, entrou em cena quando ele escreveu esta comédia negra. James Wormold, um vendedor de aspirador é recrutado para o MI6 e é pego no jogo de espionagem. O livro foi adaptado para o cinema, ópera e uma peça de teatro.

5. Serie de Bernie Gunther, Philip Kerr, 1993-2019

O escritor escocês Philip Kerr é a mente por trás de Bernie Gunther, um policial de Berlim que virou investigador particular e detesta o regime nazista. A história de Gunther começa com a trilogia March Violets Berlin Noir- Violetas de Março (ambientada entre 1936-1948) e, em seguida, 11 romances subsequentes, concluindo com Metropolils, publicado em 2019, um ano após a morte prematura do autor por câncer.

6. Meia-noite na Europa, Alan Furst, 2014

Outro autor sem o qual a nossa lista de romance de espionagem seria completa é Alan Furst. O escritor americano foi aclamado por seus romances históricos de espionagem. Embora você não possa errar com nenhum de seus livros, Meia-noite na Europa, o capítulo 13 da série Night Soldiers. Situado em Paris em 1938, o romance segue Cristián Ferrar, um advogado espanhol que assume uma missão de espionagem em seu país de origem.

7. Série Gabriel Allon, Daniel Silva, 2000 – presente

A série mais vendida de Daniel Silva sobre Gabriel Allon, um agente do Mossad e restaurador de arte, começou em 2000 com O Artista da Morte (The Kill Artist). Desde então, ele lança anualmente uma edição dedicado a Allon e sua equipe. Da Rússia aos EUA e ao Marrocos, os leitores seguem Allon ao redor do mundo enquanto conhecem um elenco intrigante de personagens pelo caminho.

8. Operação Red Sparrow, Jason Matthews, 2013

Um ex-oficial da CIA, Jason Matthews, cria uma intrigante história de espionagem estrelando Dominika Egorova, uma ex-bailarina russa que passa por treinamento de espionagem na escola “Sparrow”. Você não poderá deixar de ler esta ou suas duas sequências, Palácio da traição (Palace of Treason) e O Candidato de Kremlin (The Kremlin’s Candidate). Bônus divertido: cada capítulo menciona um alimento específico e termina com uma receita; portanto, se você gosta de cozinhar, pode deixar o livro ajudá-lo a expandir suas habilidades.

9. O Simpatizante, Viet Thanh Nguyen, 2015

Este romance vencedor do Prêmio Pulitzer ocorre logo após a queda de Saigon, no final da Guerra do Vietnã. O protagonista é um narrador anônimo, uma toupeira do norte do Vietnã que mergulha em uma comunidade vietnamita em Los Angeles. Uma sequência chamada The Committed será publicada dentro do próximo ano.

10. A série de Jason Bourne, Robert Ludlum e Eric Van Lustbader, 1980

Muito antes de Matt Damon retratar o inimitável espião na tela grande, havia os romances de Jason Bourne de Robert Ludlum, uma trilogia publicada em 1980, 1986 e 1990. Ludlum faleceu antes do lançamento do filme, mas Eric Van Lustbader cointinuou os romances de onde Lodlum parou.

11. Casas Seguras, Dan Fesperman, 2018

Ex repórter do Baltimore Sun, Dan Fesperman trabalhou em diversas partes do mundo, incluindo Alemanha e Oriente Médio, o que lhe deu muita inspiração para seus romances. Casas Seguras pula de um lado para outro entre o presente e Berlim Ocidental em 1979 para contar a história de Helen Abell, que supervisionou o esconderijo da CIA no final. Durante aquele tempo ela enfrentou um dilema que acabou voltando no presente.

View this post on Instagram

Thank you so much @aaknopf and @crimebythebook for providing my free copy of SAFE HOUSES by Dan Fesperman – all opinions are my own. . This espionage thriller is told in dual timelines, alternating between 1979 and 2014. It starts off in postwar Berlin, where Helen Abell oversees safe houses for the CIA Network. One night she enters one of the houses and inadvertently stumbles across something horrible and has the tapes to prove it. Fast forward thirty five years to 2014 where there is an arrest for a double murder. Helen and her husband are tragically killed at their farm in Maryland and their daughter is looking for answers. These two compelling storylines eventually intersect and lead to one incredible ending. . Fesperman’s writing is top-notch and I am impressed with how well he seamlessly switched back and forth between the two timelines. The plot is original and I love Helen as a character. The male dominated time period seemed spot on for a woman working for the CIA in the 1970s and I especially enjoyed those chapters within the historical backdrop of Berlin. Switching perspectives between Helen in the seventies, and her daughter Anna looking for answers to her mother’s murder in 2014, made this a true page-turner. Another aspect I loved are the clever female characters and how they persevere through a male dominated field. I haven’t read many spy thrillers, but Fesperman’s style has convinced me to read more. I’m afraid they have a lot to live up to. ⭐️⭐️⭐️⭐️ . . #safehouses #danfesperman #knopf #bookreview #booknerd #thriller #espionage #fiction #booklove #booklife #bookstagramfeature #whatiread #readabook #mustread #readingiscool #bookworm #readingismylife #bookpic #alwaysreading #shereadswithcats 🐈💐

A post shared by janelle janson | avid reader (@shereadswithcats) on

12. O agente secreto: um conto simples, Joseph Conrad, 1907

Desviando do seu tema marítimo habitual, Conrad conta a história de Adolf Verloc, o proprietário de uma loja pornográfica em Londres que na verdade é um espião. Ele foi condenado a realizar um ataque terrorista à cidade e, embora seu país de origem nunca seja nomeado, a Rússia está implícita.

13. Os expats, Chris Pavone, 2012

Kate Moore é uma dona de casa que vive em Luxemburgo, onde se mudou por causa do trabalho do marido. No entanto, ela já havia trabalhado na CIA por 15 anos. Ela conhece outro casal que suspeita não ser quem eles parecem. Isso, juntamente com o comportamento suspeito de seu marido, faz Moore constantemente olhar por cima do ombro, com medo de que seu passado possa estar alcançando-a.

https://www.instagram.com/p/B-9MV_JHUce/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close