Close
Além do Limoncello: 4 licores italianos que você nunca ouviu falar

Além do Limoncello: 4 licores italianos que você nunca ouviu falar

Conheça quatro licores italianos que são uma ótima alternativa ao Limoncello como digestivos.

Servido em muitos restaurantes italianos, o sabor picante, doce-pegajoso do Limoncello se tornou uma marca dos digestivos produzidos na italia. Muito refrescante no verão, e uma delícia quando feitos em casa – ou ao menos de forma artesanal – o Limoncello é sinônimo de verão para os italianos. O processo original de destilação do Limoncello tem sido aplicado com outras frutas cítricas, gerando alguns divertidos sabores de licores digestivos: Agrumello (que consiste em sucos fermentados de tangerinas, laranjas e limões), Mandarinello (feito com tangerinas), e o Arancello, o qual surpreendentemente é típico da Toscana e não do sul, onde se cultivam as frutas cítricas. Existem, entretanto, vários licores de bases frutais similares por toda a Itália, por isso viemos trazer algumas dicas sobre o que pedir depois das refeições em suas próximas férias no Bel Paese.

1. Mirto

Vindo da ilha da Sardenha, Mirto é um licor destilado das frutas de um arbusto de murta indígena da região. Está disponível em duas variedades: preto, mais comum; ou branco. A depender da cor das frutas utilizadas. Amargo e não muito doce, o Mirto geralmente é servido frio, e é a melhor forma de ajudar na digestão das típicas comidas da Sardenha, como o proceddu (carne de porco assada no espeto).

2. Liquerizia

As propriedades digestivas do alcaçuz foram reconhecidas pelos grandes cientistas modernos, como Galeno e Hipócrates, por isso não é de se admirar que se tenha destilado esta planta para criar um delicioso licor digestivo. Típico da região da Calábria, o licor de alcaçuz tem um forte sabor da planta, sendo a opção perfeita para limpar seu paladar depois de uma refeição cheia de pimentas calabresa ou Nduja, o famoso “salmão de porco” italiano.

3. Nocino

Além das frutas, o Nocino leva nozes em sua base, mas continua sendo uma alternativa bastante popular ao Limoncello. Originário da Emília Romana, o Nocino é produzido a partir do maceramento de nozes verdes e suas cascas imersas no álcool por um período de 40 a 60 dias. Tradicionalmente, as nozes são colhidas durante a festa de São João, todo dia 24 de junho.

4. Meloncello

Típico da Península de Sorrento – assim como o Limoncello, seu primo mais picante – o meloncello é um cremoso licor feito de melão. Para que não seja confundido com o licor japonês verde-alienígena chamado Midori, o Meloncello mantém a cor e o aroma dos melões frescos, com um toque alcoólico adicional. Além de ser um bom digestivo à noite, depois do jantar, o Meloncello costuma ser mais apreciado no meio de uma tarde ensolarada em um dia de verão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close