Close
8 crimes artísticos não resolvidos que ocorreram pelo mundo

8 crimes artísticos não resolvidos que ocorreram pelo mundo

De Boston a Sydney e Rio, Musement apresenta oito dos mais intrigantes crimes envolvendo famosas obras de arte.

Não faz muito tempo, cinco obras de arte que haviam sido roubadas foram recuperadas. Hoje, vamos saber mais sobre algumas obras roubadas que, infelizmente, não foram recuperadas e cujo paradeiro permanece um mistério.
Do magnífico trabalho de Caravaggio às valiosas pinturas de Renoir, Cézanne e Van Gogh, muitas obras espetaculares, que fizeram parte da história da arte, simplesmente sumiram do planeta. Confira agora 8 crimes artísticos não resolvidos que ganharam fama ao redor do mundo.

1. “Natividade com São Francisco e São Lourenço”, de Caravaggio

Em 1969, a Natividade de Caravaggio com São Francisco e São Lourenço foi roubada do Oratório de San Lorenzo, em Palermo. Pintado em 1609, o quadro barroco retrata o natal em um cenário economicamente desprovido. São Francisco de Assis e São Lourenço aparecem com a Sagrada Família em um estábulo modesto. A obra com valor estimado em US$20 milhões nunca foi localizada e, desde então, foi substituída por uma réplica.

unsolved art crimes caravaggio
Source: Wikipedia

2. 13 peças do Museu Isabella Stewart Gardner

Sendo o maior dos crimes não resolvidos envolvendo obras de arte, o assalto no Isabella Stewart Gardner ocorreu em 1990, quando duas pessoas disfarçadas de policiais entraram no museu de Boston nas primeiras horas da manhã e roubaram 13 obras de arte avaliadas em US$500 milhões. Entre elas, estavam obras de Degas, Vermeer, Monet e Rembrandt. Três décadas depois, o crime permanece sem solução, embora haja várias teorias que tentam ir a mais fundo.

3. “Vista de Auvers-sur-Oise”, Cézanne

“Vista de Auvers-sur-Oise”, uma paisagem de Paul Cézanne, foi roubada em 1999 do Museu Ashmolean, em Oxford. A obra estimada em US$3 milhões simboliza um ponto de virada importante na carreira do pintor francês, porque marca o início de seu amadurecimento.

insolved art crimes cezanne
Source: Wikipedia

4.”A Cavalier”, de Frans van Mieris

Os crimes envolvendo obras de arte também acontecem do outro lado do mundo. O autorretrato do mestre holandês van Mieris, do século XVII, intitulado “A Cavalier” foi roubado da Galeria de Arte de Nova Gales do Sul (Sydney) em plena luz do dia, durante o horário de funcionamento. Os ladrões conseguiram escapar com a obra graças às pequenas dimensões da mesma. Mas apesar de pequena, seu valor foi estimado em mais de um milhão de dólares.

5. “Madeleine apoiada no cotovelo com flores no cabelo”, de Renoir

Ao contrário da maioria dos crimes envolvendo obras de arte, que ocorreram em museus, este ocorreu em uma casa particular de Houston. Em 2011, um ladrão mascarado entrou na casa com uma arma semi-automática e fugiu com a “Madeleine apoiada no cotovelo com flores no cabelo”, de Renoir. A seguradora está oferecendo até US$50.000 por qualquer informação relacionada ao crime.

unolved art crimes renoir
Source: Wikipedia

6.“Vaso com papoilas”, de Vincent van Gogh

A obra de Van Gogh, pintada em 1887, foi roubada do Museu Mohamed Mahmoud Khalil, no Cairo em 2010. Com dimensões de 65cm x 54cm, o valor estimado de “Vaso com papoilas” é de aproximadamente US$50 milhões. Curiosamente, a mesma pintura já havia sido roubada anteriormente em 1977, mas acabou sendo encontrada no Kuwait.

7. Peças do Museu da Chacara do Céu

Em 2006, o Museu da Chacara do Céu, no Rio de Janeiro, foi palco de um crime artístico significativo, durante o qual desapareceram as seguintes obras: “As Duas Varandas”, de Salvador Dalí, “Os Três Dançarinos”, de Pablo Picasso, “Jardins de Luxemburgo”, de Henri Matisse, e “Marine”, de Claude Monet. Muito espertos, os ladrões cometeram o crime enquanto a cidade comemorava o Carnaval, o que lhes permitiu fugir facilmente e se camuflar em meio à multidão.


Source (Marina-Claude Monet):Wikipedia

8. 18 pinturas do Museu das Belas Artes de Montreal

Em 1972, um dos maiores crimes envolvendo obras de arte da história do Canadá ocorreu no Museu das Belas Artes de Montreal. Além de joias e pequenas esculturas, criminosos armados roubaram 18 obras de artistas como Delacroix, Rembrandt e Gainsborough. Na época, acreditava-se que o valor das 18 peças superava os dois milhões de dólares, mas acredita-se que tenha aumentado desde então.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close