Close
As 7 cidades subterrâneas mais intrigantes da Europa

As 7 cidades subterrâneas mais intrigantes da Europa

Hoje, o Musement faz um apanhado de sete das mais fascinantes cidades subterrâneas da Europa.

Alguns amam a natureza mais do que qualquer outra coisa e acham que o conceito de férias perfeitas envolve passar a maior parte do tempo em uma floresta ou escalando montanhas. Outros adoram explorar rios e lagos, ao passo que muita gente não se sente em casa sem estar cercada pelas ruas de uma cidade.

Se você se encaixa no último perfil, provavelmente já visitou as principais capitais europeias uma ou mais vezes. No entanto, talvez o que você não saiba é que muitas igrejas, museus e monumentos dessas cidades escondem ruas, catacumbas, bunkers e passagens secretas subterrâneas. Com isso em mente, vamos descobrir sete das mais incríveis cidades subterrâneas da Europa?

1. Bruxelas

Coudenberg Hill ficava em Bruxelas, a cidade que abriga o Parlamento Europeu e o imponente Palácio de Coudenberg, um antigo símbolo do poder do rei. Várias famílias reais viveram aqui ao longo dos anos, incluindo o Sacro Imperador Romano Carlos V. No entanto, um incêndio destruiu o local em 1731 e, 40 anos depois, o Palácio Real de Bruxelas foi construído sobre as ruínas. Hoje em dia, é possível visitar as ruínas subterrâneas indo até o Museu Bellevue. Passear pelo que restou dos corredores e salas do velho palácio é uma verdadeira viagem no tempo.

https://www.instagram.com/p/Bo6QhOaAUIf/

2. Nápoles

Há tantas riquezas escondidas no subsolo de Nápoles as there are above ground. A parte subterrânea da cidade conta com histórias que abrangem séculos, civilizações e culturas de mais 5.000 anos atrás. No século III a.C., os gregos escavaram o primeiro sistema de galerias da história, extraindo calcário para construir muros e templos. Mais tarde, os romanos expandiram o subsolo com um aqueduto subterrâneo funcional que percorria todo o caminho até Miseno. Posteriormente, os túneis subterrâneos foram usados como abrigos antibomba durante a Segunda Guerra Mundial. Hoje, o patrimônio subterrâneo continua preservado e é aberto a visitação, oferecendo uma experiência inesquecível.

https://www.instagram.com/p/Bo60y4NAu9n/

3. Gênova

Gênova é uma cidade fascinante, composta por muitas ruas estreitas que levam ao mar, mas que mais se parecem com labirintos complexos para quem a visita pela primeira vez. A parte subterrânea da cidade não é diferente, pois possui um labirinto de túneis, trincheiras, bunkers e passagens secretas para explorar. E tem até uma necrópole, local de descanso dos genoveses que morreram da peste de 1656. Gênova oferece uma viagem única no tempo.

4. Edimburgo

Na época em que Maria da Escócia viveu noCastelo de Edimburgo, a Cidade Velha era um pouco diferente do que vemos hoje. A sucessão de ruas que formam a Royal Mile era basicamente formada por túneis que abrigavam os moradores da cidade, lotados com lares construídos uns sobre os outros. Os ricos viviam no “andar” superior, ao passo que os pobres ficavam em baixo, junto com o rebanho. Atualmente, esse labirinto de ruas encontra-se sob as lojas de souvenires da Royal Mile de Edimburgo, mas pode ser acessado pela entrada do Beco da rainha Mary. Nele, você pode conferir salas misteriosas onde os moradores morreram de praga, e talvez até o fantasma de Annie, uma garota abandonada por sua família durante o surto de 1644.

https://www.instagram.com/p/BikuVATANwY/

5. Paris

As catacumbas de Paris estão entre as atrações mais famosas do mundo. Localizadas a 19 metros de profundidade, e com quase 300 quilômetros de extensão, elas datam do século XVIII e contêm os restos mortais de seis milhões de parisienses. Visitá-las em Paris pode parecer macabro se levarmos em conta a placa de entrada que diz “Pare, este é o reino da morte”. No entanto, o lugar possui uma vibe romântica e literária muito poderosa, já que poemas e fragmentos da literatura intercalam os ossos e crânios que cobrem as paredes. Lendas sobre alguns dos “residentes” permanentes das catacumbas enriquecem a experiência.

6. Berlim

Saindo das românticas catacumbas parisienses do século XVIII e indo para o submundo de Berlim, testemunhamos algo mais contemporâneo: bunkers e abrigos antibombas da Segunda Guerra Mundial, ferrovias, passagens secretas que permitiam escapar da Berlim Oriental e depósitos para produção de cerveja. Explore a Berlim subterrânea para aprender mais sobre a história moderna e descobrir coisas que você nunca ouviu antes sobre a Guerra Fria e a Segunda Guerra Mundial.

https://www.instagram.com/p/BmXpbtZFmR_/

7. Roma

Dê um salto no tempo para a vasta cidade subterrânea escondida sob as ruas de Roma, onde se encontram centenas de sítios arqueológicos subterrâneos. A diversidade histórica e artística é de tirar o fôlego e cobre um período notavelmente amplo: cavernas de pedra calcária, catacumbas judaicas e cristãs, locais de culto, obras hidráulicas, complexos habitacionais romanos e ninfas (prédios subterrâneos com banheiras ou fontes, destinados a fins sagrados), bem como túneis modernos e abrigos antibomba.

https://www.instagram.com/p/BM1D6EEgGNb/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close