Close
10 das melhores regiões vinícolas da Espanha

10 das melhores regiões vinícolas da Espanha

Como diziam os romanos: “no vinho está a verdade”. Embora seja a bebida da confiança, não precisamos estar sob o efeito do álcool para contar todos os segredos das melhores regiões vinícolas de Espanha.

A Espanha, junto com a França e a Itália, faz parte do triunvirato europeu do vinho. Isso não é um golpe para as regiões vinícolas menores e promissoras, como a Eslovênia, mas elas simplesmente não estão no nível dessas três. Além da popular sangria, há uma grande variedade de vinhos espanhóis de alta qualidade. Não importa a região que você visite, aproveite a oportunidade para descobrir os diversos vinhos do país. Dos internacionais Riojas e Garnachas ao espumante Cava, confira as regiões vinícolas espanholas que você não pode perder. Saúde!

1. Galiza

Não deixe de conferir esta seleção de vinhos de origem galega: Ribeiro, Ribeira Sacra e Rias Baixas. Estes vinhos são muito aromáticos devido à umidade do noroeste da Espanha. Jovem e fresco, os sabores transmitem o verde da paisagem galega, com notas de flores brancas e frutos de caroço. Sua visita à Galiza não estará completa até que você saboreie um bom prato de frutos do mar acompanhado de uma taça de Alvarinho.

2. Priorat

A área de Priorat está localizada no sudoeste da Catalunha, onde monges começaram a plantar vinhas na Idade Média. Além de ser uma região muito bonita, graças ao seu ambiente tradicional (recomendamos que visite a localidade de Gratallops) e às paisagens acidentadas. Os vinhos Priorat são conhecidos por serem encorpados e de grande qualidade. Entre as uvas mais populares estão as variedades de Cariñena, Grenache, Syrah e Cabernet Sauvignon.

3. Penedès

A região de Penedès (com capital em Sant Sadurní d’Anoia) é a terra do Cava, o famoso espumante catalão. O ponto de partida ideal para visitar vinhas e adegas, como as mágicas Codorniu e Freixenet, e aprender sobre o elaborado processo de elaboração deste espumante. A poucos quilômetros de Barcelona, você encontrará principalmente variedades de uvas brancas, embora também sejam produzidos ótimos tintos envelhecidos em barris. Se você for em setembro, não perca o Festival da Filoxera, uma celebração em homenagem ao Cava.

4. Ribera del Duero

A região de Ribera del Duero é uma das regiões vinícolas mais famosas da Espanha. Localizada em um planalto no sul da província de Burgos, as chuvas ao longo do ano são moderadas por aqui, os verões muito secos e quentes e os invernos frios. Como resultado, os vinhos Ribera del Duero têm características únicas, feitos de albillo (uva branca), tempranillo (uva vermelha) e blends de malbec, merlot e cabernet sauvignon. Um tour pelas vinícolas desta área agradará a todos os tipos de apreciadores de vinho.

5. Rioja

Rioja é, sem dúvida, a região de vinhedos espanhola mais conhecida internacionalmente. Sem surpresa, a área abriga 60.000 hectares de vinhedos e algumas das vinícolas mais antigas do mundo, que valem a pena uma visita. Embora sejam produzidos vários tipos de vinho, os vinhos de Rioja costumam se caracterizar pelo sabor terroso e frutado, resultado da combinação do tempranillo com maturana, garnacha ou mazuelo, entre outros. Eles também se destacam pelo envelhecimento.

6. Navarra

Navarra é conhecida pela produção de vinho rosé, que representa 95% da produção total de vinho “made in Navarra”. Os seus vinhos refletem uma diversidade única, fruto da localização privilegiada desta região, onde convergem os climas atlântico, continental e mediterrâneo. As principais áreas de produção são Ribera Alta, Ribera Baja, Tierra Estella, Valdizarbe e Baja Montaña.

7. Jerez

A Andaluzia é o lar de um D.O. histórico, conhecido em todo o mundo: Jerez. As cidades de Jerez de la Frontera, Puerto de Santa Maria e Sanlucar de Barrameda estão cheias de adegas, por isso você não terá dificuldade em provar os vários tipos de jerez: seco, oloroso e doce (Jerez Dulces), feito à base de Pedro Uvas Ximenez, palomina e moscatel. Para desfrutar de uma boa combinação, participe de uma degustação de jerez e tapas.

8. Castilla-la Mancha

A sua vasta extensão a torna a maior região vitivinícola do mundo, com 700.000 hectares dedicados ao cultivo da vinha. As variedades mais populares em Castilla-la Mancha são Garnacha e Tempranillo, das quais se obtêm vinhos raros, alguns deles orgânicos graças à boa saúde dos vinhedos da região.

9. Murcia

As três denominações de origem de Murcia são Jumilla, Yecla e Bullas. Com a uva Monastrell como protagonista, recomendamos que você experimente o Altamente Monastrell 2014 como uma amostra da riqueza de sabores que os vinhos desta região possuem, com muitos taninos e, portanto, muita cor. Mais uma vez, o clima favorável de Murcia é a chave para a obtenção de um vinho de alta qualidade.

10. Utiel-Requena

Os vinhos Utiel-Requena são produzidos no oeste de Valência, mais especificamente nos distritos de Fuenterrobles, Camporrobles, Siete Águas, Caudete de las Fuentes, Sinarcas, Villagordo de Cabriel e Venta del Moro. Nesta zona, que se situa a uma altitude entre 600 e 900 metros acima do nível do mar, quase três quartos das uvas provêm da casta Bobal. Um tour pelos vinhedos é a melhor opção para degustar todos eles.


Photo credits: 3oheme on Visualhunt / CC BY

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close